Quem comunica se estrumbica! A Rádio Varzea Livre do rio pinheiros (107,1 FM)

17out11

QUEM COMUNICA SE ESTRUMBICA!

Por qualquer que seja o meio e o jeito, o ato de comunicar é inerente a todo o ser humano. Talvez por sermos bizarros, a sociedade humana conferiu à comunicação e à liberdade de expressão a categoria de direito, tamanha é capacidade da nossa célebre espécie em negar aquilo que nos é natural. Mais incrível ainda é que, mesmo assim, o desrespeito aos direitos humanos é cotidiano em nossas vidas.

Quando falamos em comunicação, não estamos falando dessa parafernália toda aí de grandes emissoras de TV, rádio, jornais e sites. Isso aí não é comunicar. Para nós, comunicar implica o diálogo horizontal entre seres humanos. A troca de experiências e de conhecimentos horizontalmente é o que move os ideais de uma comunicação livre, e não uma profusão de informações que se acumulam a partir de um único transmissor – lógica irracional que possui o sentido do capital.

Negamos as relações verticais nos meios de comunicação livre: Não há editor chefe ou patrão que dite todo o conteúdo do meio de comunicação; rejeitamos a verticalidade nas decisões do coletivo, comum nos meios de comunicação comerciais. A prática na comunicação livre é coletiva e é autogestionária….

 

A RÁDIO VÁRZEA LIVRE DO RIO PINHEIROS (107, 1 fm)

Fazer rádio livre não é caçar ouvintes, não é se preocupar com quantos estão ouvindo cada música, cada ideia, se assim fosse não valeria a pena (sabemos que não atingimos multidões com nossos parcos e fracos equipamentos). Se estivéssemos em busca de audiência deveríamos antes de tudo ter um daqueles medidores de ibope como tem os Gugus, as novelas e os JNs da vida. Fazer rádio livre é buscar, angariar a liberdade em um mundo de repressão: é lutar contra contra o famoso (e tenebroso!!!) latifúndio eletromagnético. As rádios livres só existem porque sabem sentem que não há liberdade!

A Rádio Várzea é só mais uma (mas não é só uma) nessa luta. Como qualquer várzea ela enche e esvazia com as cheias e secas, ela não é constante (quem se pretende constante é a Globo, Record e todas as outras com seus padrões mercadológicos de “”“qualidade”””). Mas como qualquer rio, o nosso também transborda e nossa enchente leva nomes como Osama Bin Reggae, ocupação da freqüência da rádio Bandeirantes no meio de um jogo de futebol (2005), em que foi lido um manifesto, corres com Fábricas ocupadas, com Sem tetos e Sem terra, oficinas pela cidade, ajuda na montagem de rádios, entre tantas outras fitas. É tru, nosso rio também bagunça quando transborda…

Quer ler o post todo?????

 

acesse o site da Radio Varzea Livre

 

abrazzz

 

Zolé

 

 

 

 

 

Anúncios


No Responses Yet to “Quem comunica se estrumbica! A Rádio Varzea Livre do rio pinheiros (107,1 FM)”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: